• À Igreva Evangélica Vida Nova de Cachoeirinha

  • "Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo."

    Apocalipse 3:20

  •  

     

    MISSÃO

    Ser o corpo de Cristo. Conforme a instrução bíblica, (Colossenses 1:18; 1 Corintios 12:27) temos por missão ser parte do corpo de Jesus Cristo na terra, levando o amor de Deus a todas as pessoas.

    VISÃO

    Ser uma igreja que:

    a) Ama e proclama a mensagem da cruz.

    b) Trabalha para prover um lugar de amor e comunhão, onde as famílias são acolhidas.

     

     

    07

    SET
    Mini Retiro dos Casais

    Encontro de Casais: Na chácara Vida Nova. Inscrições com José Carlos e Leonilda.

     

     

    09

    SET
    Café com Jesus

    No salão Vida Nova às 07h:30min.

     

     

    20

    SET
    Dia do Gaudério

    Será na Chácara Vida Nova com a inauguração do quiosque. Custo de R$20,00. Inscrições com José Carlos e Leonilda.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Editorial

    A história da Igreja Evangélica Vida Nova não começa há 25 anos, porém a mais de 2.000 anos atrás. Quando Jesus iniciava seu ministério na terra e convocava doze homens para dar início ao maior projeto de transformação de vidas, do qual nós nos incluímos. Lembrar a igreja primitiva nos inspira e fascina. Ver homens simples e humildes aceitarem o desafio de deixar tudo para seguir a Cristo, dedicando-se de corpo e alma ao projeto de nosso Senhor Jesus: ganhar almas através da loucura da pregação! A história é fascinante e assustadora, mas em menos de trezentos anos a igreja ganhou a simpatia de todo o povo: Pedro, Tiago e João e tantos outros discípulos nos inspiram. Fascinante, porque, cheios do Espírito Santo, conquistavam a simpatia de homens e mulheres para uma proposta de nova vida. Assustadora, porque lutavam contra as ordens do grande império romano, que dominava o mundo conhecido naquela época. E, como "todo-poderoso", ordenava a vida e a morte daqueles que não cultuavam seus imperadores.